Get Adobe Flash player

Connect Caju

Jornal do Caju

1Edicao

2Edicao

Reunião NP 2018

BNI,INCAJU,FDA

Assinatura de Protocolos

BNI, INCAJU E FDA FIRMAM PROTOCOLO PARA A PROMOÇÃO DO FINANCIAMENTO AO SECTOR AGRÁRIO E SUBSECTOR DO CAJU

O Ministério da Agricultura e Segurança Alimentar (MASA) através do Fundo de Desenvolvimento Agrário (FDA) e Instituto de Fomento do Caju (INCAJU) assinaram segunda-feira, 20 de Agosto de 2018, dois Protocolos com o Banco Nacional de Investimento (BNI), que visam a criação de dois Fundos de Garantia de Crédito dos financiamentos ao sector agrário e ao subsector do caju, respectivamente.

Pretende-se com a assinatura destes Protocolos promover maior acesso ao crédito para o sector agrário e ao subsector do caju com baixo nível de exigência de colaterais e a taxa de juros baixas relativamente as do mercado através da concessão duma cobertura do risco de crédito até 80.00% (oitenta por cento) do financiamento concedido aos projectos do sector agrário e do subsector de caju em particular.

Ainda ao abrigo destes Protocolos, o BNI, FDA e o INCAJU irão co-mobilizar recursos financeiros e assegurar a implementação dos respectivos projectos assim como partilhar o risco em prol do desenvolvimento de cadeias de valor (produção, processamento e comercialização) do sector agrário e do subsector do caju.

Os dois Fundos de Garantia estão avaliados, numa primeira fase, em 250 Milhões de Meticais, dos quais MT 190 milhões serão alocados para a garantia do Risco de Crédito do sector agrário e MT 60 milhões para a garantia do Risco de Crédito do subsector do caju.
Os Fundos beneficiarão:
(i) micro, pequenos e médios agricultores e empresas que actuam no sector agrário e subsector do caju; e
(ii) Projectos de investimentos para a produção, processamento e comercialização de diversos produtos do sector agrário e subsector do caju. Espera-se com assinatura destes protocolos, promover maior acesso ao crédito em condições preferenciais ao sector agrário, estimular a produção e a produtividade agrária, geração de renda e emprego, melhoria da balança comercial pelo estimulo às exportações e substituição das importações dos produtos alimentares.
Rubrica dos Protocolos Dr. Tomás Matola – Presidente da Comissão Executiva do BNI, Eng. Ilídio Bande – Director Geral do INCAJU e Dr. Eusébio Tumuitikile – Presidente do Conselho de Administração do FDA.

Tratamento Químico

PROCEDIMENTOS DE COLHEITA E DE PÓS-COLHEITA

Um programa do Instituto de Fomento do Caju, que visa sensibilizar os produtores de caju a realizarem boas práticas de colheita e de pós-colheita da castanha de caju.

COLHEITA DA CASTANHA

Caro produtor, limpe a volta dos cajueiros para que as castanhas possam cair em lugar limpo e facilitar a apanha.
A colheita da castanha de caju realiza-se após a queda natural dos frutos da árvore para o solo/chão. Nessa altura, a castanha já estará madura.
Caro produtor, nunca deve colher castanhas verdes ou imaturas que estejam na árvore.
Caro produtor, deixe a castanha cair sozinha e não bata com paus ou bambus.
A apanha deve ser realizada 2 a 3 vezes por semana e evitar que as castanhas permaneçam muito tempo no campo, pois pode cair chuva que vai prejudicar as castanhas, podendo absorver humidade e que provoca a germinação e reduz a qualidade da amêndoa no processamento.

As castanhas furadas, chochas, verdes ou malformadas também devem ser apanhadas, mas imediatamente devem ser separadas das boas.

Separação/Limpeza

A separação da castanha e da pêra (caju), deve ser feita logo a seguir a apanha para evitar que o caju apodreça e fermente, provocando a podridão da amêndoa.

Separar a castanha da pêra manualmente, por torção ou com o emprego de um pedaço de fio de naylon. Enrolar o fio no ponto de união entre a castanha e o pedúnculo e, após um puxão para um dos lados, a castanha separa-se do pedúnculo.
O fio de naylon a ser utilizado deve ser de meio metro.

Retire os ramos secos, folhas, pedras, e pedaços de pêra do caju que se aderem na castanha, e outros objectos estranhos na castanha.

CUIDADOS EM PÓS-COLHEITA

Secagem
O processo de secagem é feito para reduzir o teor de humidade da castanha. Reduz-se a humidade da para evitar o desenvolvimento de bichinhos que provocam o apodrecimento da amêndoa e para conservar mais tempo no armazenamento (12 meses).
A secagem da castanha antes de armazená-la evita a perda de qualidade.
A castanha deve ser espalhada em camadas de até 5 cm, durante 2-3 dias, em eira (chão de cimento) ou solo liso e firme, para permitir a entrada da luz solar e a circulação do ar e permitir a perda de humidade. O teor de humidade deve estar entre 8 a 10%.
As castanhas colhidas em dias chuvosos levam mais tempo no processo de secagem 3-5 dias.
Deve-se revirar a castanha diariamente.
À noite, a castanha deve ser coberta com lonas de plástico, para protegê-la da humidade (chuva), insectos e roedores.

Depois da secagem, deve separar a castanha em tipo grande, médio/padrão e pequeno.

Amigo produtor a separação da castanha em tamanhos é com base nas seguintes características físicas:
• Castanha tipo Grande: é a que tiver menos de 168 unidades de castanha por kilograma
• Castanha tipo Médio ou Padrão: a que ronda entre 169 a 200 castanhas por kilograma
• Castanha tipo Pequeno: com mais de 200 unidades de castanha por kilograma
Separando a castanha o produtor vai ganhar mais dinheiro!

ARMAZENAMENTO DA CASTANHA

Depois de limpa, seca e seleccionada, a castanha pode ser armazenada até um ano.
Os armazéns devem ter boa ventilação, janelas e portas que não permitem a entrada de insectos e roedores. No momento de armazenar, o produtor deve eliminar a castanha chocha, avariada, furada, manchada e enrugada.
O armazenamento da castanha deve ser feito em sacos de juta, com capacidade de 80 kg. Os sacos deverem ser empilhados sobre estrados de madeira, a uma altura que varia entre 5 a 10 cm.
As pilhas não devem encostar as paredes para permitir a circulação do ar.
Evite usar sacos de ráfia/náilon, pois cria humidade que reduz o tempo de conservação e provoca o apodrecimento da amêndoa.

COMERCIALIZAÇÃO DA CASTANHA DE CAJU

A comercialização da castanha acontece depois da abertura oficial da campanha de comercialização.
Aconselhamos a vender a sua castanha em grupo ou associação com outros produtores da sua comunidade, que tem feito as boas práticas de produção, de forma a negociar melhor preço com os compradores, e assim ganhar mais dinheiro.
Caro produtor, contacte com os serviços de agricultura ou o extensionista da sua região para se informar sobre os preços da castanha de caju.

Produzir Caju para Gerar Riqueza

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Bem vindo

Bem-vindo ao nosso site. Aqui pode encontrar informação relacionada com a nossa instituição, poderá usar o nosso portal de negócios, conhecer os nossos projectos e contactar com as nossas delegações.

Os Resultados obtidos das principais subcomponentes do Caju na campanha em curso 2017/2018 : Produção de Mudas-3 266 735, Tratamento Quimico- 129 643, Comercialização-63.083 ton.



  • html slider
1
2
3
4
5
6
7
8
9
angularjs slider



PRESIDENTE DA GUINÉ-BISSAU SUSPENDE VENDAS DE CAJU EM MEIO A CONTRABANDO

O presidente da Guiné-Bissau, José Mário Vaz, ordenou a suspensão das vendas de caju apenas algumas semanas na época,
Estão sendo contrabandeadas através do vizinho Senegal.
Os cajus representam cerca de 80% de todas as receitas de exportação do pequeno país da África Ocidental e as vendas transfronteiriças secretas significa que o país historicamente instável perde os impostos de exportação.
“Estou pedindo aos produtores que suspendam a venda de castanha de caju até novo aviso”, disse Vaz na segunda-feira.
Ele disse que os agricultores na Guiné-Bissau estavam recebendo cerca de 500-600 francos CFA (US $ 1,00) por quilo, enquanto vendido em cerca de 1500 francos CFA (2,51 dólares) no sul do Senegal.
A Guiné-Bissau, quinto maior exportador mundial de caju, registou altas exportações de cerca de 200 mil toneladas no ano passado. A Estação vai de Abril a Setembro.

Mais informações:www.africancashewalliance.com

Produzir Caju para Gerar Riqueza

Calendário

Setembro 2018
S T Q Q S S D
« Jul    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Tomada de Posse

Rede Social

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • Digg
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email

Festival Caju 2015

gala

Reunião NP 2017

gala

Facim 2018